Tag: jornalismo

O novo romance de Umberto Eco

downloadEu escuto falar de Umberto Eco desde o começo da universidade de jornalismo. Para quem não sabe, ele é escritor, filósofo, semiólogo, linguista e bibliófilo italiano. Achou fraco? Pois esse senhor é reconhecido mundialmente como uma referência no jornalismo. Ele lançou recentemente seu novo romance “Número Zero”, publicado pela Record.  

O romance é um manual do mau jornalismo. O contexto é o seguinte, um grupo de redatores,  está preparando um jornal, mas vale ressaltar que não se trata de um jornal correto, e sim de um veículo de comunicação que tem como objetivo chantagear e difamar. Por lá também existe uma prestação de serviço duvidosa ao editor do local. E assim um redator um pouco perturbado, começa a vagar por Milão e vai reconstruindo  fatos soltos de cinquenta anos de história. São tantos assuntos exóticos, como o assassinato do papa João Paulo I, o golpe de Estado de Junio Valerio Borghese, a CIA, os terroristas vermelhos, a cortinas de fumaça, e um monte de outros fatos que parecem ter sido inventados. Pelo menos é o que se tinha ideia, até que um documentário da BBC é encontrado e comprova que esses assuntos são realmente verídicos. A prova da verdade,  é que eles estão sendo confessados pelos seus autores.

O ponto central da obra, é mesmo o mau jornalismo, aquele corrompido, que se movimenta através de interesses próprios que não agregam nada de positivo. Algumas atitudes tomadas são tão absurdas e bizarras, que chegam a ser cômicas.  Por mais que seja uma ficção, esse é um perfeito ensaio sobre a realidade que muitos jornais vem enfrentando hoje em dia, onde o interesse pessoal e financeiro é colocado a frente da honestidade. Como é possível diferenciar um fato verdadeiro de outro que foi inventado? Isso chega a ser uma problemática digna do uso de detetives.

A história vai se desenrolando na Europa mais precisamente em Milão. E vai desde o  fim da Segunda Guerra até os dias de hoje. Uma das coisas que mais me chamaram atenção, além da falta de noção e de escrúpulos de algumas pessoas, foi o fato de como Eco é descritivo em sua narrativa. Ele esmiúça Milão de uma forma, que dá vontade de arrumar as malas e pegar o primeiro avião disponível. Mas antes de fazer isso, sente e leia este livro. Ele vai desconstruir o  mundo glamouroso e perfeitinho do jornalismo(mesmo sendo apenas uma ficção). Boa leitura!  

Lorena Moura-Jornalista

lorenamoura87@gmail.com

Entrevista com Francisco José e Ed Wanderley

O “Parlatório especial jornalismo” vai apresentar duas figuras do nosso jornalismo, uma com mais tempo de carreira e com histórias impressionantes para contar e a outra com menos tempo de mercado, mas já coleciona oito prêmios no currículo.  Batendo um papo com Adriano Portela, os jornalistas: Francisco José e Ed Wanderley! Clique e Confira!