O amor e suas histórias

lmnrPor Lorena Moura

Sou o tipo de pessoa que sempre leu histórias, nem sempre as mais bonitas, ou que tenham apenas finais felizes, eu simplesmente leio. Mas devo confessar que as histórias de amor são mais empolgantes que as outras, até porque faz com que tenhamos mais esperança no mundo e nas pessoas, e isso faz com que  passemos a dar um crédito maior ao  amor. E com essa série “Quarteto de Noivas”, eu me apaixonei quatro vezes. Em cada história apresentada fui me envolvendo com as dúvidas, os amores e as trapalhadas das amigas mais encantadoras que já conheci. Claro, que eu sei é que apenas literatura, mas é que ás vezes, é bom pensar que isso poderia muito bem acontecer no mundo real. Não que as pessoas não se apaixonem mais, mas é que acredito que hoje o amor está tão banalizado que ele acaba perdendo um pouco do seu brilho.

E agora essa série chega ao fim, e já deixa milhares de leitores com muita saudade. Tanto das suas personagens, como da autora Nora Roberts. Claro que ela tem  muitos outros livros escritos, mas é que duvido muito que tenha um série tão pura feito essa. Onde valores, amizade e a amor são colocados de forma precisa e única. Nora Roberts deve ser uma mulher encantadora, e claro, apaixonada pela vida e pelas pessoas.

Depois de eu ter me apaixonado por cada uma das quatro amigas, agora no último livro “Felizes para sempre”, pude conhecer com mais detalhes a história da durona e ágil Parker Brown, o cérebro da empresa de casamento, a Votos, comandada por ela e suas três melhores amigas ( Mac, Laurel e Emma). Aqui a toda regrada Parker vai descobrir que o amor nem sempre avisa que está chegando, ele simplesmente acontece e na maioria das vezes muda toda a sua vida. Por mais que esteja acostumada a lidar com casamentos, noivas loucas e apaixonadas, Parker lá no fundo também tem a esperança de um dia ter um momento romântico. Mas o que ela não poderia prever é que o destino resolveu criar uma surpresa, colocando em seu caminho o seu avesso, o mecânico de automóveis e ex- dublê de filmes de ação, Malcolm Kavanaugh, que  por coincidência é amigo de Del, irmão de Parker. Eles são os opostos. Enquanto Parker é toda certinha e organizada, Malcolm é uma pessoa relaxada, que anda de moto e não para de elogiar as pernas de Parker. Mas como o amor não é uma ciência exata, ele simplesmente acontece, Parker e Malcolm poderão descobrir que mesmo tendo suas diferenças, eles podem no fim se completar. Será mesmo? E será que o amor pode mesmo unir pessoas que não tem nada em comum?

Tenho certeza que vocês irão amar o livro. Eu gostei bastante. Mas sou suspeita porque como já disse, amo livros românticos e também porque virei fã da Nora Roberts. Eu espero sinceramente, que tenhamos mais livros empolgantes assim. Que tragam mais amor a nossas vidas. E é com esse clima romântico que desejo uma boa leitura a todos!

Lorena Moura

lorenamoura87@gmail.com

Você também vai gostar:

A criatividade transforma a leitura
Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>