LEITURAS CRUZADAS III: LENDO OSMAN LINS

maxresdefaultO Leituras Cruzadas, evento que promove o diálogo entre linguagens artísticas, nesta terceira edição, fará uma homenagem a um dos maiores escritores brasileiros: Osman Lins. O autor pernambucano completaria, se estivesse vivo, noventa anos. Pai de Lisbela e o Prisioneiro,  Osman Lins também escreveu contos, romances e crônicas. Além de Lisbela e o Prisioneiro, Osman produziu Santa, automóvel e Soldado, um teatro engenhoso que ele intitulava de novo teatro épico.  No campo da literatura, Avalorara é obra em destaque. O autor criou um palíndromo, uma espécie de manual para se fazer a leitura da narrativa.  

 Sua trajetória literária é marcada com muito rigor e paixão pelo ofício. O evento busca divulgar uma obra que permeia o universo popular, mas que encontra abrigo no universo erudito.

Leituras Cruzadas III: lendo Osman Lins é a oportunidade de difundirmos a obra desse grande escritor através de palestras, leitura dramática e exibição de vídeo com o intuito de apresentar visões acerca de um autor singular e versátil.

 O Leituras Cruzadas III acontecerá no Teatro Hermilo Borba Filho. A abertura do evento, 18 de julho, contará com a presença de Lêda Alves e Ângela Lins, a filha caçula de Osman. As duas compartilharão, com o público, momentos significativos da vida e da obra de Osman Lins. Osman foi amigo e aluno de Hermilo Borba Filho na Escola de Belas Artes do Recife. A mediação será do professor Fábio Andrade (UFPE).

 No segundo dia, 19 de julho, Osman Lins em cena, o Ensaio para Perdidos e Achados, narrativa do livro Nove, novena, dirigido por Alexsandro Souto Maior, ilustrará a mesa que será composta por Robson Teles (UNICAP) e Luís Carlos Vasconcelos, ator e diretor. Robson Teles falará das narrativas osmanianas da obra Nove, novena que possuem aspectos do gênero dramático. Enquanto Luiz Carlos Vasconcelos falará de sua experiência ao montar a narrativa Retábulo pelo Grupo Piollin, PB.

 No último dia, 20 de julho, a Companhia Fiandeiros fará a leitura dramática de Mistério das figuras de barro. Em seguida, O teatro da palavra de Osman Lins será defendido por Ivana Moura. Neste dia, o evento ainda contará com o Cine Osman. Serão exibidos curta metragens como A partida, de Sandra Ribeiro. A diretora do curta falará de sua experiência em filmar a obra osmaniana. Adriano Portela analisará o percurso da obra de Osman escrita para a cinematográfica. Para fechar o evento, Rosana Teles, IFPE, Lourival Holanda, UFPE, e o pesquisador Arnoldo Guimarães comporão a mesa cruzando  leituras  acerca do universo melódico e poético de Osman Lins. Leituras Cruzadas III: lendo Osman Lins é um evento patrocinado pelo Funcultura. 

Serviço:
Sexta e Sábado: 18h
Domingo: 16h

Teatro Apolo/ Hermilo – Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife. Contato. Fone: (81) 3355-3320 / 3321.

Você também vai gostar:

Passos Miúdos: Uma Crônica Recifense
Inconfundível e onipresente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>