Diferente,angustiante, tenso e excelente

os tresPor Lorena Moura

Tem livros que você folheia, folheia e nada… não te despertam qualquer emoção, seja ela boa ou ruim. Livro bom é aquele que te faz sentir alguma coisa, que te marca e se torna inesquecível. E lendo “Os Três”, a obra resenhada desta semana, eu pude sentir medo, angústia, pavor, mas também compaixão e amor. Foi um livro diferente da maioria que já li. Por mais que seja uma obra de ficção, ás vezes você se pega acreditando que tudo aquilo, poderia ser real. Porque como já dizia William Shakespeare, “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia”.

A quinta-feira 12 de janeiro de 2012 ficou conhecida como a “Quinta-feira negra”, quando quatro aviões caíram em continentes diferentes. Na América do Norte, Ásia, África e Europa. Uma catástrofe sem tamanho, que deixou o mundo todo em alerta. Mas o que poderia ter causado isso? Seria alguma coincidência?Terrorismo? Alienígenas? Vingança de Deus? Mas o que mais chama a atenção do mundo para este estranho acidente, é que três crianças conseguiram sobreviver. Como seria possível? Ninguém sabe. Pamela May que estava em dos aviões, vive apenas o tempo suficiente logo após a queda para mandar a seguinte mensagem de celular: “Eles estão aqui. O menino. O menino vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas… Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele”. E essa mensagem, vai mudar o mundo e a vida das pessoas que conviverão com “Os Três”. Afinal, as crianças sobreviventes perderam seus pais e agora vão ficar aos cuidados dos seus familiares mais próximos.

“Os Três” é um livro diferente, angustiante, tenso e excelente. Sem mais. A autora Sarah Lotz, conseguiu escrever uma obra ímpar. O fato de ela usar uma “ghost writer”, uma escritora fantasma, para construir o seu livro fictício dentro da própria obra foi fantástico. Tudo é contado por reportagens e relatos de pessoas que estiveram perto dos desastres e que conviveram de perto com as três crianças sobreviventes. Cada um tem uma opinião diferente. São relatos tão íntimos e perturbadores  que diversas vezes você pode esquecer que está lendo uma obra de ficção. É incrível. Fora que o próprio livro, falo como produto, ficou lindo. Tiveram todo um cuidado com esta obra. A diagramação foi muito bem feita e a capa muito bem pensada. Tudo para passar ainda mais realismo aos leitores.

Neste livro tem de tudo um pouco. Fanatismo religioso, possessão, alienígenas, morte, dor, família, perda de privacidade, realismo e medo. Cabe a você agora decidir se vai se aventurar no mundo impactante da autora Sarah Lotz e conviver um pouco com “Os Três”. Boa leitura!

Lorena Moura-Jornalista
lorenamoura87@gmail.com

Você também vai gostar:

Uma doçura em forma de livros
Um thriller psicológico fantástico

One comment on “Diferente,angustiante, tenso e excelente

  1. Vagner Rossato Pegoraro disse:

    É sem dúvida um livro diferente de qualquer outro que tenha lido! Admito que para um leitor de livros do Robin Cook, James Patterson e Dan Brown (ação/suspense em ritmo super acelerado) fiquei entediado no começo… Mas no decorrer do livro tudo vai se tornando mais e mais interessante!!! É fascinante como nos pegamos pensando: será que esses fatos não ocorreram mesmo??? ou é tudo ficção? Fui até para o google ver o que poderia ser o não real do que tinha lido… ( resultado esse da brilhante utilização de uma “ghost writter”). A obra nos faz pensar sobre as consequências que se pode ter quando há muito fanatismo em relação à religião (ou qualquer crença) sem uma mente aberta à analise do que se está sendo dito! Parabéns à Sarah Lotz pelo excelente livro!
    Vagner R Pegoraro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>