Category: Coluna Leitura do Dia

Imaginação ás vezes não é o suficiente

Amenina que não sabia lerLivro:A menina que não sabia ler
Um misto de muita imaginação e criatividade fazem parte do livro criado pelo escritor John Harding. Mas mesmo com toda a sua originalidade, Harding não consegue prender o leitor. É muita invenção para poucas páginas de leitura. Falta uma narração mais envolvente e situações menos confusas. Eu sei que literatura vai além do real, e talvez se a personagem principal e todo o enredo da obra fossem mais claros talvez o cenário surreal que encontramos pudesse ser mais tolerável.

O livro se passa na Nova Inglaterra, no ano de 1891, em um lugar afastado onde a nossa personagem principal de apenas 12 anos, a Florence vive com seu irmão, Giles. Eles são criados por empregados e uma governanta. O tio de Florence é o seu tutor, mas não tem nenhuma aproximação com as crianças. Ele também já deixou bem claro que não quer Florence perto da biblioteca. O conhecimento para garotas deve ser evitado a todo custo, segundo o pensamento do tio. Tem também o amigo de Florence, Theo que mora bem perto dela e vai vivenciar muitas aventuras. Clique e Confira!

James Bond, em uma nova roupagem

CARTE BLANCHEDevo confessar que nunca me interessei por 007, o charmoso e encantador  James Bond.  Triste realidade. Mas ,isso mudou desde que fiquei sabendo que um dos meus autores preferidos Jeffery Deaver (http://parlatorio.com/melhor-do-genero-policial/) foi escolhido pelos  herdeiros de Ian Fleming, o autor que criou o personagem para escrever um novo romance sobre o  espião londrino que ganhou o mundo. Fleming para quem não conhece era um oficial da Inteligência Naval do Reino Unido, jornalista e escritor britânico e  aproveitou  para depositar toda a sua  experiência  na construção do personagem mais sexy e charmoso  que o mundo conhece. Clique e Confira!

Todos amam Dexter

Todos amam DexterUm serial killer que ao mesmo tempo é perito da polícia de Miami. Dá para acreditar nisso? Pois foi pensando nessa situação completamente sem lógica que o autor Jeff Lindsay  criou um dos personagens mais adorados da atualidade. Até agora no Brasil já são seis livros publicados. Uma boa dose para os leitores que assim como eu devoram os livros. Você não vai conseguir parar de ler e a cada volume vai se apegando ainda mais a esse vilão, que no fundo é um bom moço. Não tem como não gostar do justiceiro Dexter. Com essa coluna de hoje não quero  falar apenas de um livro da série, vou falar de uma forma geral, apresentar o personagem que vem conquistando o mundo. Clique e Confira!

Maria Antonieta, uma rainha pouco compreendida

 O Refúgio da Última RainhaQuando se fala em França, logo  vem a mente a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, o Palácio de Versalhes com seus belos jardins, sua sala de espelhos e principalmente a história dos reis(Luís) que governaram o país durante o absolutismo, os mosqueteiros, a queda da Bastilha, a guilhotina e ela, Maria Antonieta. A jovem princesa austríaca de quartoze anos que  foi despachada para a França para selar a paz entre os países, casar com o jovem Luís que pouco depois se tornou  Luís XVI e  finalmente virar rainha da França. Clique e Confira!

Mistura de magia e poesia na obra de Zafón

Mistura de magia e poesia  na obra de Zarfón
Me lembro exatamente do momento em que comprei este livro,  o achei perdido no meio do Bompreço, e quando virei na sua contra capa, li que era de um autor espanhol novo, que seguia os passos de Alexandre Dumas e Edgar Alan Poe.  Era tudo o que eu precisava para me encantar.Não larguei mais o livro. Paguei e levei para casa.  Meu  encantamento foi muito maior ao começar a folhear a obra. Tem horas que você ler, volta, ler novamente, mas não é que o autor,o  Carlos Ruiz Zafón, não escreva bem é justamente o contrário, ele escreve divinamente, brinca com as palavras. São ótimas sacadas e frases perfeitas que te fazem refletir e anotar no canto de um caderninho a citação para nunca mais esquecer.

Ainda explicando o motivo pelo qual me fez comprar o livro, para quem não conhece Poe ele   escreve sobre  terror e é considerado por muitos o melhor deste gênero. E Alexandre Dumas, meus amigos, ele transforma o modo como você enxerga a vida e as pessoas. E Luiz Carlos Zafón, fez o dever de casa. Bebeu na fonte mais pura e construiu um lindo livro. A sombra do Vento é uma obra mágica. Fala sobre o poder dos livros e como eles podem dar mais alegria  e transformar vidas. Zafón dá um show na arte de criar e contar uma história.O espanhol  nos apresenta a Barcelona dos anos franquistas, logo na primeira metade do século XX. Uma  cidade cheia de encantos e também de muito mistério. Clique e Confira!

O melhor do gênero policial

livro-janela-quebradaMuito se  fala sobre dados de informação e como eles quando usados de má fé podem acabar com vidas e destruir a carreira de muitas pessoas. Aproveitando o embalo, Jeffery Deaver escreveu um romance policial  surpreendente. Não sei se vocês conhecem esse autor, mas para mim  ele é o  melhor relacionado a esse gênero na atualidade. Ele tem um ritmo acelerado, onde várias pistas e  personagens vão se misturando e intercalando durante todo o livro.

O personagem mais instigante e impressionante criado por Deaver, é o criminologista Lincoln Rhyme que devido ao  um acidente de trabalho ficou  tetraplégico, mas isso  não  diminuiu seu poder de atuação. Ele  é um dos detetives mais adorados do mundo. Impressiona pelo seu ritmo frenético e  como ele é lúcido ao  conduzir  com inteligência  e eficácia os casos. Outra personagem que merece sempre muita  atenção é Amélia Sachs, policial,  parceira de Rhyme(nos casos de trabalho e na vida particular). O livro ainda conta com muitos outros personagens. E todos tem o seu devido destaque porque cada um se faz necessário para a condução da história. Clique e Confira!