Alguns borrões em tela

17742407_1241710329260397_745443370_nPor Clodoaldo Turcato

Se você é do tipo que vê uma obra abstrata e confere a célebre frase “esse quadro até meu filho de cinco anos faria”, precisa conhecer a obra de Willi Baumeister para que suas convicções se firmemainda mais. Porém, eu te asseguro: você está enganado.

Willi Baumeister é sem dúvida uma das mais importantes figuras as vanguardas históricas na Alemanha. É também um dos poucos artistas desse país que teve a coragem e força para salvaguardar as ideias e esperanças Modernidade contra a opressão política do nacional-socialismo e a falha que levou à Segunda Guerra Mundial; nos anos do pós-guerra. Ele foi capaz de lançar as bases para o desenvolvimento futuro da arte. ele sintonizado com a modernidade, a afirmação de Willi Baumeister foi totalizando: seu trabalhoe seu ensinamento espalhou para além dos campos clássicos da pintura,desenho e gravura, às artes decorativas e especialmente paratipografia e design de palco. Mas Willi Baumeister era não só um artista Alemão: sua influência e suas relações profissionais e de amizade transcendeu as fronteiras geográficas da Alemanha.

E onde se vê tudo isso nestes “borrões em tela?”

Tentaremos esclarecer isso.

Nascido da crença de que a imagem do estudo representa a “grande Fantasma “uma” imagem de referência da ideia do pintor, “Baumeister levou em breve sobre esta questão, a fim de esclarecer a sua própria auto percepção como artista. Ao ver os quadros do artista o desavisado poderá imaginar que ele não desenha. Outro engano. Grandedesenhista, dominou como poucas a razão,espaço e o arranjo de figuras como o jogo de luz.

Umas das obras mais impressionantes do pintor é o quadro Mortaruru com vermelho por cima, um óleo sobre madeira medindo 100×81 cm, pintado em Stuttgart, Alemanha em 1955. Grandes borrões coloridos de forma oval aparecem na superfície deste quadro. A relação de uns com os outros – tanto em termos de forma como de cor – não é clara, criando uma sensação de tensão e desconforto. Os pequenos apêndices estão ligados aos blocos principais por linhas delicadas e frágeis que os fazem parecer brotos orgânicos matematicamente induzidos. A procura por um significado leva o espectador para outras realidades, um dos objetivos da obra de Baumeister.

O pintor flertou com o cubismo como podemos ver em telas como Le Peintre, Cabeça e Colagem de xadrez. Seus trabalhos se destacam também como coreógrafo de teatro e cinema.

Portanto, meu caro leitor, obra de Willi Baumeister não é desprovida de tema e nem inocente. Ela é caracterizada por estudo profundo e um intenso golpe provocativo que transforma alguns borrões em obra prima.Na verdade, um pouco desbotada, pálido é a longas distâncias de seutrabalho. A exuberância sensual em que parecer ser sempre um  experimento, às  vezes negrito ou chamativos não acontece com ele. Às vezes se tem a impressão de estar sentado diante de brasas fumegantes sem nenhuma chama trêmula. E sobre aquela história de que até seu filho de cinco anos tem capacidade de fazer um Baumeister: pare e repense.

Você também vai gostar:

Um amor por vez
O navio que aporta para a liberdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>