A batalha de Waterloo

cOIrSkYcpAg9D3j-ZDBPhnCd4GConuFXKEhwcli_6CY okTem autores que dispensam apresentações, é o caso de Bernard Cornwell famoso no mundo todo pelos excelentes livros que escreve. E é ele o autor de “Waterloo”, que é a sua primeira obra de não ficção. Ele nos apresenta uma das batalhas mais famosas da história mundial, cujo personagem principal é Napoleão.

No livro somos apresentados a cada detalhe marcante. A batalha de Waterloo, a fuga de Napoleão da ilha de Elba até  os campos de batalha.Tudo isso é relatado por meio de trechos de cartas e diários do imperador Napoleão, do duque de Wellington e de  muitos soldados e oficiais. O que mais me chama a atenção em toda obra de Bernard e nessa não poderia ser diferente, é a riqueza de detalhes que ele nos apresenta. É incrível! Através dessas cartas e relatos, vamos nos familiarizando com esse cenário de guerra. E na maioria das narrações, eu fui me sentindo inserida na história. A obra é escrita de forma clara e concisa que se torna bastante atraente para o leitor.

Esse livro foi lançado agora e coincide com o bicentenário do confronto. E  como eu comentei logo no começo do texto, eu já tinha um prévio conhecimento sobre assunto, por causa do meu pai e também pelas aulas de história do colégio. Mas mesmo assim a cada página lida, eu ia ficando mais ansiosa e tensa. É uma leitura emocionante, que vale muito a pena ser conhecida e compartilhada. Em “Waterloo”, somos conduzidos com maestria por Bernard  Cornwell a uma história sobre decisões, heroísmo, bravura, honra e poder. Boa leitura!

Lorena Moura-Jornalista

lorenamoura87@gmail.com

Você também vai gostar:

A lista de Brett é emoção do começo até o fim
A mágica da arrumação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>